Já parou para pensar que tudo que está a sua volta pode ser coletado,  tabulado e transformado em informação?

A quantidade de vezes que você respira, que o seu coração bate, a quantidade de tinta usada por metro quadrado da sua casa, o metro cúbico de água gasto para cada banho. Tudo é informação e tudo o que é gravado mais de uma vez pode ser tabulado e comparado.

Agora, veja como esse tipo de informação já está entre nós, nas nossas decisões diárias, das mais simples as mais complexas. A previsão do tempo no jornal te dá condição de decidir sobre levar ou não um guarda-chuva no dia seguinte, concorda?

Se você já fez isso então parabéns! Você já usou informação para decidir sobre algo.

DATA DRIVEN DECISIONS

No universo corporativo - onde grandes aquisições, aberturas de novos mercados, abertura de capital ou qualquer outra decisão que influencie os rumos da companhia são necessidades diárias - o acesso a dados é vital e ter à disposição informação confiável para analisar cenários e deliberar pela melhor opção faz toda diferença, motivo pelo qual empresas investem cada vez mais na contratação de profissionais capazes de interpretar e transformar complexas camadas de dados em informação.

O entendimento sobre dados está bem avançado no Brasil. Cerca de 91% dos brasileiros consultados pela Experian em seu report "The 2018 Global Data Management Benchmark Report", consideram o uso de dados no dia a dia para definição de estratégias. (a pesquisa coletou informações de profissionais brasileiros, americanos, ingleses e australianos).

Avesso ao entendimento sobre a necessidade - e agora falando na prática - saber quais dados necessita, encontrá-los, tabulá-los, para aí sim começar o entendimento do cenário e aprofundar a avaliação pode ser uma tarefa desastrosa, dada a dificuldade de acesso às fontes de dados confiáveis e no caso dos públicos, falta de políticas de padronização, ou seja: Cada fonte disponibiliza dados em formatos diferentes, estruturados ou não. No caso de dados alternativos o cenário fica ainda mais obscuro.

You’ve got your work cut out for you.
Photo by Hans-Peter Gauster / Unsplash

FAZER CERTO DÁ TRABALHO!

Entendo que a parte “burocrática”, ou seja, a busca e organização de dados não pode tomar mais tempo do executivo do que a análise estratégica desses dados. Na velocidade com que as decisões são tomadas cada minuto perdido pode custar o triplo.

"Ao invés de 90% do tempo trabalhando os dados e 10% tomando a decisão, o cenário ideal deveria ser completamente o inverso. Time is money!"

Priorize seu tempo na analise de informação estratégica e tomada a decisão e não penando pra importar aquele arquivo CSV no seu Excel.

Softwares com foco em BI já estão bem consolidados, tendo até no famoso Excel uma ferramenta que bem trabalhada pode ajudar muito o empresário de pequeno e médio porte a ter essa visão. Uma das rotinas mais recorrentes no dia a dia das pessoas é ir ao Google buscar informação, mas e quando você precisa cruzar informações de renda per capta de um determinado bairro de uma capital, com o volume de pessoas que transitam pela rua para entender se um outdoor geraria o impacto ideal para o seu cliente anunciante? Neste ponto o processo se complica. Como já mencionei, as inúmeras fontes de dados, os formatos de saída dos arquivos bem como o pouco conhecimento técnico as vezes acabam por matar a boa vontade do empreendedor por subsidiar decisões por meio de dados.

Photo by Jukan Tateisi / Unsplash

COMECE PEQUENO, MAS COMECE!

São N fatores e dados que podem te trazer a certeza de investir ou não em algo. Mas como começar?

Decidir por isso - na minha opinião - é o primeiro passo.

Você pode começar com as informações que sua empresa já produz. Como consumo de energia, listagem de fornecedores e preço praticado por cada um, tempo médio de produção e custo dos seus produtos ou tempo de execução dos seus serviços. Comece esse mapeamento e perceba que - a partir disso - poderá analisar pontos de melhoria de performance ou custos para cada etapa do processo.

Um exemplo deste levantamento pode ser relacionado a decisão de uma fábrica de alterar o fornecimento de energia elétrica convencional pelo uso de painéis solares. Qual o seu custo mensal? Ele aumenta ou diminui mensalmente? Qual o custo projetado para os próximos 12 meses. Nesse período, qual a economia gerada pelo uso de energia solar? A aquisição dos painéis se paga em quanto tempo com a economia gerada?

No universo do dia-a-dia, os dados gerados podem apresentar informações bem interessantes, dentre as áreas que podem se beneficiar - e muito - estão a de atendimento ao cliente, experiência de compra, produtos e soluções, riscos e custos, novos negócios e tomadas de decisão, dentre outras.

TENHO OS DADOS, E AGORA?

Já monitorou sua operação, tabulou os dados, coletou informações de mercado para se comparar, está tudo no seu computador formatado? E AGORA?

Comece com um exercício de se perguntar continuamente o que você poderia fazer para melhorar o processo de cada área da sua empresa, seja da área financeira, estrutural ou operacional. Faça contas, compare, projete cenários. Nessas horas nada melhor do que começar com o maravilhoso "E SE...". Os dados certamente te ajudarão a entender se pode ou não ser uma boa idéia "E SE" - de fato - você vai gerar mais valor a sua operação ou lucro líquido no final do ano fiscal. Como o resultado é binário, sua melhor hipótese é estar com um cenário favorável e sua pior hipótese é pelo menos saber que há algo que pode ser melhorado.

"Contra DADOS não há ARGUMENTOS"

PESQUISE, ENTENDA E MELHORE CONTINUAMENTE

Crie uma rotina de procurar pelo vasto material didático sobre dados e metodologias na internet. Tornar o estudo uma rotina no seu dia a dia, esteja em que posição estiver vai ajudar você a dominar os dados e passar - de fato - a ter informação tangível nas mãos, o que invariavelmente te coloca a frente neste grande e concorrido mundo corporativo.

Decida hoje mesmo, esteja você em que posição estiver, por considerar dados no seu dia-a-dia, principalmente dados alternativos - ainda pouco explorados - mas que abrem novas visões e caminhos para que você possa decidir com mais assertividade e sua empresa prospere continuamente.